Estiagem - Medida

Água chegará em forma de rodízio

Em alerta, Chapecó adota sistema até situação amenizar

Diante da falta de chuvas que compromete os mananciais usados na captação de água para Chapecó, a Casan está executando um conjunto de ações operacionais para manter abastecidas todas as áreas da cidade.

Com o baixo volume do Lajeado São José, principal manancial utilizado para abastecimento, o trabalho de monitoramento e de controle de pressão é intensivo para garantir que pelo menos uma vez ao dia todos os moradores recebam água em suas residências. "Vamos aproveitar especialmente o período da noite, de menor consumo, para redistribuir a água da melhor maneira possível", explica o superintendente Regional do Oeste, Daniel Scharf. 

"O Decreto da Prefeitura serve de alerta e prevenção para que a população priorize o uso da água apenas em ações essenciais, e economizem ao máximo", complementa o chefe da Agência de Chapecó, Bruno Comunello Eleotero. 

"Em algumas localidades mais distantes da estação de tratamento, devido ao consumo que ocorre no caminho, e queda da pressão nas redes de distribuição, o abastecimento se torna mais difícil. Com o trabalho operacional buscamos manter o fornecimento de água para todos, mesmo que ele seja descontínuo em alguns momentos", explica Eleotero. "São as chamadas pontas de redes e cotas mais elevadas que sentem mais o problema e por isso recebem um monitoramento mais intenso pela Companhia". 

Além de monitoramento e controle de pressão, a Casan instalou uma bomba flutuante para captação de água no Rio Tigre, manancial secundário, ação que está ajudando a manter a captação, tratamento e distribuição de água nesse período. 

Reforçando o pedido de apoio da população, a Casan orienta que sejam evitadas ações como lavar calçadas, pátios e carros não sejam realizados. O uso mais controlado ao escovar os dentes e lavar a louça, com o fechamento da torneira, e banhos menos demorados, também são fundamentais para ajudar a ultrapassar esse período de crise hídrica.


Dicas de economia de água


Tome banhos mais breves.

Feche a torneira ao escovar os dentes e ao fazer a barba.

Não lave a louça com água corrente: passe rapidamente água nas louças, ensaboe os pratos e utensílios. Abra a torneira apenas para enxaguar. 

Não lave roupa com água corrente.  

Só ligue a máquina de lavar louça ou a de lavar roupa com capacidade total: o consumo é igual se ela não estiver cheia. 

Não use água como vassoura. Em calçadas e áreas pavimentadas, primeiro varra a sujeira, depois lave com a utilização de um balde.  

Em épocas de estiagem evite lavar seu automóvel. 

Reaproveite a água usada na lavação de roupas para outros fins, como lavar calçadas. 

Regule a válvula de descarga: esse cuidado pode reduzir o consumo pela metade.


Leia mais sobre, na edição impressa desta semana da Folha do Bairro, você vai saber mais sobre os impactos da estiagem na agricultura. Também os volumes de chuva esperados e os registrados até agora.

Imagens



Rua dos Lírios, 90D – esquina com Agáveas - Primeiro andar
89809-716 – Grande Efapi – Chapecó - SC
Telefone: 55 (49) 3329-9344